10 Mitos e Verdades sobre a França e os Franceses

Categorias: Morar na França

This post is also available in: Português

I França país dos clichês?

Baguette, Boina, Vinho tinto e de fundo, a música mais famosa de Edith Piaf “La vie en Rose”. Será que a França é realmente esse clichê que a maioria dos brasileiros pensa?

Antes de dar minha opinião, c’est un plaisir de dizer que esse episódio foi feito por vocês, nossos seguidores engajados, que mandaram as perguntas que responderei tanto aqui  em forma de artigo, quanto no IGTV dessa semana.

https://www.instagram.com/tv/CIdsUDiK2Xe/

Bonjour, tudo bem? Esse é mais um tema do projeto Reconstruindo no Mundo. Se você chegou aqui pelo Instagram, com certeza já ouviu falar desse quadro que apresento quinzenalmente. O #reconstruindonomundo foi criado e elaborado por mim @paoladecampos pela @amandasemfronteiras e a @withlovefrombella. Hoje, somos 13 brasileiras em 13 países e de 15 em 15 dias trazemos vídeos sobre Carreira e Estudos no Exterior e as Dores e Delicias de morar no pais que escolhemos como segunda casa.

1) A França é o país da Boina, Baguette, Vinho e arrogância?

VERDADE: Afirmativo! Usamos bem menos a boina do que acredita-se no Brasil, já o vinho e a baguette estão presentes em 90% das refeições. Quanto à arrogância, segundo os próprios franceses, vem do estilo parisiense de ser.

Falando mais da boina que vocês tanto amam, sou adepta para ensaios fotográficos e dias frios. Ademais, esse acessório que o mundo associa à França vem sendo cada dia mais usado pelas influenciadoras francesas de moda. Apesar disso, esse item é o menos comum dessa lista.

 

 

 

 

 

 

 

2) É verdade que é difícil conseguir emprego na França, sendo imigrante?

MITO: Já fiz diversas entrevistas na França, tanto na minha área que é comércio internacional, quanto no início como vendedora, recepcionista, babá e etc. Muitas vezes, como no meu caso, falar vários idiomas sempre contou muito a favor.

Da mesma forma, não sinto que os franceses possuem preconceito em relação à nacionalidade. Todavia, a falta de domínio do idioma pode sim ser um problema. Então de maneira geral, eu diria que quem tem mais competências ganha a vaga.

3) Tem os melhores cosméticos do mundo?

VERDADE:  Hoje, em 2021 a França é o país de referência na área da beleza, o berço das marcas conhecidas e reconhecidas em todo o planeta.

Antes de tudo, acho difícil a França perder esse título. Isso porque muitas fórmulas, cremes, maquiagens e perfumes míticos foram inventados aqui. Entretanto, o Brasil e os Estados Unidos também representam referências nessa área e estão mais evoluídos em:  presença digital, cultura vegana e embalagens recicláveis.

4) No verão faz um calor insuportável?

VERDADE:  Sou carioca e vivi verões mais intensos em Paris do que no Rio, você  acredita? Pois de fato Paris se tornou uma cidade muito antiga, cheia de prédios, com pouco verde e baixa circulação de vento.

Temos verão na França entre junho e agosto, essa estação pode ter picos altos de calor, chamados de canicule, onde as temperaturas podem ultrapassar 43ºC.

5) Toda comida francesa é refinada? 

MITO: É verdade que a França é referência mundial na gastronomia, seus pratos e sobremesas possuem uma vibe mais estética e com porções menores. Por outro lado, não digo que TODAS as comidas são refinadas ! Os franceses consomem muita carne animal e infelizmente de vários tipos: coelho, javali, bochechas e língua de boi.

6) É verdade que é difícil fazer amigos franceses?

VERDADE: No início sim ! Mas sempre gosto de responder essa pergunta explicando sobre a origem da palavra étranger ou estrangeiro em português, que significa: Estranho.

Isso porque os franceses são muito desconfiados de tudo que não estão acostumados e levam tempo para confiar nas pessoas. Gosto de dizer que passado esse estranhamento, quando as afinidades virem  à tona, você terá amigos para vida toda.

As amizades na França são sinônimo de confiança, de poder realmente contar com aquela pessoa na hora da dificuldade, duram anos, são amigos de escola e da cidade em que nasceram.

7) É verdade que os cursos universitários são muito caros na França?

MITO: Somente em Paris e banlieu, ou periferia em português, existem 17 universidades públicas: clica aqui para conhecê-las ! Nessas universidades, você pagará a inscrição, sistema de saúde e alguns serviços como uso da biblioteca.

Em 2020, segundo o Campus France, o valor da universidade pública na França variou entre 400 euros a 3.770 euros por ano de estudo. Em contrapartida, se você se candidatar para as Écoles de Commerce, que são o equivalente às nossas faculdades particulares, os preços variam entre 5.000 euros e 16.000 euros anuais.

8) Levam seus direitos muito a sério, se ignorados pelo governo fazem manifestações e revoluções?

VERDADE: Assim como eu disse na pergunta sobre fazer amigos por aqui, os franceses não gostam de mudanças e não acham que os governantes tem mais poder do que a força do próprio povo. 

Sendo assim, na minha opinião os franceses são mestres na arte de fazer greves, manifestações e protestos. Inclusive, quem nunca ouvir falar nas Revoluções Francesas ou mais recentemente, nos famosos Gillets Jaunes?

Dessa forma, os franceses organizam bem as manifestações, criam grupos no facebook e até agendam as datas. Além disso, muitas vezes a polícia avisa os comerciantes com antecedência para que possam se preparar.

Como no Brasil tudo vira piada, essa pergunta me faz lembrar esse grupo super engraçado que diz admirar os franceses justamente por isso:

https://www.facebook.com/QUEIMANDOCARROSNAFRANCIA/

9) Os franceses são as pessoas mais chiques do mundo?

MITO: Mito, como dizem os franceses : Paris n’est pas la France, consequentemente, a  cultura da Moda é mais restrita à Paris. Porém, se a pergunta fosse : “Os parisienses são os mais chique do mundo?” Então eu responderia sim!

Mas não podemos dizer que Paris é aquele clichê dos filmes, onde todos são super chiques, fumam e passam a vida nos cafezinhos esperando a próxima Paris Fashion Week. Seja como for, de forma natural o parisiense tem esse senso estético e valoriza se vestir bem, isso podemos observar em qualquer metrô.

10) Inventaram o perfume porque não tomam banho?

MITO: Você sabia que o perfume não foi inventado na França?

Primeiramente, a palavra perfume é uma derivação do latim “per fumus”, e significa “através da fumaça”, numa clara alusão à arte de confeccionar aromas irresistíveis. Ao longo da história, o perfume já desempenhou vários papéis: uma substância sagrada, terapêutica, uma forma de embelezamento do corpo e uma arma de sedução.

O perfume foi criado no Egito e remete ao ano de 2000 a.C., o objetivo dos egípcios era aromatizar o corpo humano e objetos por maior tempo. Anteriormente, usavam-no apenas em cadáveres, faraós e alguns membros privilegiados da corte.

Além disso, o perfume como conhecemos hoje surgiu na época do Renascimento, na Itália. No coração de Florença está localizada a farmácia  mais antiga do mundo que produziu o primeiro perfume: a Officina Profumo – Farmaceutica di Santa Maria Novella, la iado. Feito para a Catarina de ‘Medici – uma florentina nativa e rainha da França – no início do século XVI. Esse perfume é produzido até hoje seguindo a antiga fórmula dominicana e é conhecido como Acqua di S.M. Novella – Profumo.